29 de out de 2011

NOVOMUNDOVELHO

NINO BELLIENY 
Os inocentes dormem. Os injustos despertos e espertos os alimentam com sonhos de consumo e programas de tv. À espera do invisível, na soleira da porta, lendo as velhas notícias no laptop, checando emails e as redes sociais, o homem nem bebe mais. Novos vícios queimam lentamente seus neurônios.

Nenhum comentário: