10 de nov de 2011

AO SOL DE ANGRA

NINO BELLIENY

Saíram as duas, ávidas por liberdade, sol, sal e as ondas de Angra. Prometeram uma para a outra que tudo o que rolasse ficaria entre elas. Seria a grande aventura de duas mulheres bonitas numa distante e confortável situação. 

Saídas de uma pequena cidade onde tudo era vigiado e até o não-feito era comentado - principalmente o não-feito - queriam aqueles dias para experimentarem as aventuras que o coração de ambas pedia.

Agora já estavam lá debaixo do sol de Angra dos Reis, bronzeadas, adrenalizadas, preparadas para aquilo que esperaram desde que pensaram na viagem. 
Num barco cheio de pessoas animadas, música, bebida. Outras embarcações vão surgindo e de ilha em ilha, o mar é pura festa de velas e motores. 

A estibordo da nave onde estão, uma lancha potente diminui a marcha e um piloto solitário, dono de corpo construído em academia e pinta de muita grana, acena. As duas amigas devolvem o gesto acrescido de sorrisos. 
Mas, só uma delas, a mais nova, demonstra vontade de ir mais além. Numa manobra bem feita o piloto encosta no barco. 

Estende a mão e a puxa. Em segundos a morena dos cabelos curtos já está distante, o rastro da espuma deixada pela lancha indo se encontrar com o horizonte.

Apreensiva, a amiga olha para um lado e outro, mas, se recorda do pacto de nada contarem para ninguém; que está num lugar estranho; que ninguém as conhece e relaxa. Duas, três horas depois, a amiga retorna. O sorriso cravado na cara bonita diz tudo.Tinha vivido a sua primeira grande aventura de férias.

Passaram-se os anos: casou-se, raramente se lembrava da”fuga”. Só por acaso.Tinha outras histórias para lembrar, sempre fizera o que dera na telha e na laje. Arrependimentos, só do que não fizera. 
Até que começou a aparecer na Internet, fotos onde ela era a estrela principal. Em várias posições e maneiras. 

A pequena cidade, já não tão pequena assim, recebia pelos monitores em rede, aquele espetáculo de sol, azul, erotismo explicitamente ativo. 
Ninguém sabia quem era o sujeito bronzeado, presente em todas as imagens. 
Mas, a bela morena, esta todos sabiam quem era.

Nenhum comentário: